10:46p.m, bem esse é um horario tipico norte americano e a forma como estamos acostumados a falar no dia a dia. Na verdade ele lembrou disso depois de uma ida ao supermercado onde comprou uma linha da Garoto chamada 'Nuts', pensou como somos influenciados. Na verdade ele pensa demais, pensa demais em coisas que não deveriam ser tão pensadas.
Faremos a vontade dele. 22:49 (bem o tempo passa neh?), ele está sentado em frente ao computador, veio de uma ida ao shopping com a familia, comeu gnocchi com molho branco no Spoleto, e se lembrou que come esse prato todo dia 29 e ganha uma nota de um dolar por isso e assistiu X-man a origem.
Há dois dias ele se formou no ensino médio, e não compareceu a colação de grau, e em exatamente 21 dias fará 18anos.
Com tanta coisa acontecendo ao seu redor, decidiu escrever sobre ele, nesse exato momento seu dedos agem em função de sua mente, digitando palavras desconexas, que podem ser visualisadas na tela de seu antigo computador. Mas eu o conheço muito bem e na verdade não me importo com o que ele vai dizer sobre si mesmo, eu vou descreve-lo.

Ele é do tipo inteligente, não aqueles nerds que estudam dia e noite, mas aquele inteligente que dá raiva. Sabe de tudo um pouco, não é especialista em nada, mas que absorve tudo com muita facilidade e sabe falar de tudo um pouco.
Sabe ser amavel e gentil, completamente prestativo. Mas também sabe ser malevolo, um cretino da pior especie.
Ele acredita num futuro feliz, num mundo melhor e o fato de ser impotente diante de determinada situação lhe disperta seu instinto heroi. Impossivel imagina-lo no meio de crianças famintas, para muitos ele passa a impressão de que iria chorar, chorar e chorar. Mas para aqueles que verdadeiramente o conhece a verdade que é que ele nunca iria para um lugar desses, não por ser fraco, mas por saber que ele morreria, não de espando ou medo, mas por ver a verdade como ela é, por preferir morrer a ver aquilo. Não morrer por suicidio, morrer lutando, morrer tirando alimento de sua boca para dar aos outros.
Para os que não o conhece, ele é metido, prepotente e mandão. É do tipo que não sabe ouvir e que so ver o lado ruim das coisas. Tudo isso é verdade, e uma incontestavel verdade. Mas a maior verdade de todas é que aqueles que julgam conhece-lo bem, na verdade não o conhecem.
As pessoas na verdade não passam tempo tentando decifra-lo por acha-lo simples demais, porem ele não é tão simples assim. E aqueles que tentam decifra-lo no fim percebem que perderam tempo, pois ele é so mais um ser humano.
O segredo dele é que ele é enigmatico, não é uma constante, não é previsivel. Na verdade ele seria um otimo objeto de estudo para Hercules Poirot, pois esse belga, acha que a natureza humana é unica...
Bem vou tentar desfragmentar sua personalidade.
Ele é do tipo que quer uma festa surpresa enquanto todos acham que ele não liga pra isso.
Quer chorar mais ao inves de sorrir sempre. Na realidade a felicidade é uma mascara que ele sustenta para não mostrar seu lado sombrio.
Ele gosta de musica, teatro e cinema. Artes, dança e cultura. Não bebe café mais vai sempre àquela casa de café jogar a conversa fora. Não curte shows, não curte baladas, mas quer ser convidado para elas, quer ser sentir um bem necessario. Ele sabe todas as musicas de barzinho, tem a critica certa para o momento certo.
Pensando bem falar é seu ponto forte. Ele é persuasivo, eloquente e perspicaz. Mente como ninguem e sempre se safa bem. Mas lá no fundo ele queria ser apanhado em suas mentiras. POrque?
Porque ele queria ser normal.
Ele não foi à sua formatura, não foi ao baile e odeia casamentos. Mas isso não o faz deixar de imaginar o casamento perfeito para ele e nem faz os outros o acharem um perdedor. Pelo contrario, essas pessoas o acham um forte, por vezes um intocavel,que não sente necessidade de contato humano para ser feliz, embora saiba lidar com eles quando preciso.
Ele também não faz a linha sedutor, nem de longe. Charme? nenhum. Porem sempre namorou e teve suas tretas. Mas so amou uma vez e foi correspondido. O real problema é que ele confunde as coisas, não sabe ainda onde fica a linha do limite e logo no segundo encontro ele já é amigo, depois quando vai ver, prefere não arriscar. Acha que uma amizade vale muito mais. Com isso o numero de amores que ele se fez esquecer são inumeros, embora na verdade ele não tenha esquecido nenhum.
Não é do tipo que acredita em si mesmo, mas acredita nos outros, quando ninguem mais o faz.
Canta debaixo do chuveiro, fala ingles e assiste Friends.