10:46p.m, bem esse é um horario tipico norte americano e a forma como estamos acostumados a falar no dia a dia. Na verdade ele lembrou disso depois de uma ida ao supermercado onde comprou uma linha da Garoto chamada 'Nuts', pensou como somos influenciados. Na verdade ele pensa demais, pensa demais em coisas que não deveriam ser tão pensadas.
Faremos a vontade dele. 22:49 (bem o tempo passa neh?), ele está sentado em frente ao computador, veio de uma ida ao shopping com a familia, comeu gnocchi com molho branco no Spoleto, e se lembrou que come esse prato todo dia 29 e ganha uma nota de um dolar por isso e assistiu X-man a origem.
Há dois dias ele se formou no ensino médio, e não compareceu a colação de grau, e em exatamente 21 dias fará 18anos.
Com tanta coisa acontecendo ao seu redor, decidiu escrever sobre ele, nesse exato momento seu dedos agem em função de sua mente, digitando palavras desconexas, que podem ser visualisadas na tela de seu antigo computador. Mas eu o conheço muito bem e na verdade não me importo com o que ele vai dizer sobre si mesmo, eu vou descreve-lo.

Ele é do tipo inteligente, não aqueles nerds que estudam dia e noite, mas aquele inteligente que dá raiva. Sabe de tudo um pouco, não é especialista em nada, mas que absorve tudo com muita facilidade e sabe falar de tudo um pouco.
Sabe ser amavel e gentil, completamente prestativo. Mas também sabe ser malevolo, um cretino da pior especie.
Ele acredita num futuro feliz, num mundo melhor e o fato de ser impotente diante de determinada situação lhe disperta seu instinto heroi. Impossivel imagina-lo no meio de crianças famintas, para muitos ele passa a impressão de que iria chorar, chorar e chorar. Mas para aqueles que verdadeiramente o conhece a verdade que é que ele nunca iria para um lugar desses, não por ser fraco, mas por saber que ele morreria, não de espando ou medo, mas por ver a verdade como ela é, por preferir morrer a ver aquilo. Não morrer por suicidio, morrer lutando, morrer tirando alimento de sua boca para dar aos outros.
Para os que não o conhece, ele é metido, prepotente e mandão. É do tipo que não sabe ouvir e que so ver o lado ruim das coisas. Tudo isso é verdade, e uma incontestavel verdade. Mas a maior verdade de todas é que aqueles que julgam conhece-lo bem, na verdade não o conhecem.
As pessoas na verdade não passam tempo tentando decifra-lo por acha-lo simples demais, porem ele não é tão simples assim. E aqueles que tentam decifra-lo no fim percebem que perderam tempo, pois ele é so mais um ser humano.
O segredo dele é que ele é enigmatico, não é uma constante, não é previsivel. Na verdade ele seria um otimo objeto de estudo para Hercules Poirot, pois esse belga, acha que a natureza humana é unica...
Bem vou tentar desfragmentar sua personalidade.
Ele é do tipo que quer uma festa surpresa enquanto todos acham que ele não liga pra isso.
Quer chorar mais ao inves de sorrir sempre. Na realidade a felicidade é uma mascara que ele sustenta para não mostrar seu lado sombrio.
Ele gosta de musica, teatro e cinema. Artes, dança e cultura. Não bebe café mais vai sempre àquela casa de café jogar a conversa fora. Não curte shows, não curte baladas, mas quer ser convidado para elas, quer ser sentir um bem necessario. Ele sabe todas as musicas de barzinho, tem a critica certa para o momento certo.
Pensando bem falar é seu ponto forte. Ele é persuasivo, eloquente e perspicaz. Mente como ninguem e sempre se safa bem. Mas lá no fundo ele queria ser apanhado em suas mentiras. POrque?
Porque ele queria ser normal.
Ele não foi à sua formatura, não foi ao baile e odeia casamentos. Mas isso não o faz deixar de imaginar o casamento perfeito para ele e nem faz os outros o acharem um perdedor. Pelo contrario, essas pessoas o acham um forte, por vezes um intocavel,que não sente necessidade de contato humano para ser feliz, embora saiba lidar com eles quando preciso.
Ele também não faz a linha sedutor, nem de longe. Charme? nenhum. Porem sempre namorou e teve suas tretas. Mas so amou uma vez e foi correspondido. O real problema é que ele confunde as coisas, não sabe ainda onde fica a linha do limite e logo no segundo encontro ele já é amigo, depois quando vai ver, prefere não arriscar. Acha que uma amizade vale muito mais. Com isso o numero de amores que ele se fez esquecer são inumeros, embora na verdade ele não tenha esquecido nenhum.
Não é do tipo que acredita em si mesmo, mas acredita nos outros, quando ninguem mais o faz.
Canta debaixo do chuveiro, fala ingles e assiste Friends.

 
 

Todo mundo na vida tem amigos. Todo mundo sabe faze-lo e mante-lo, sim a sua propria maneira, mas sabem.
Eu sou um desses (assim como toda a humanidade =D).
Sou do tipo anti social, que ja sofri e ja perdi amigos por besteiras.
Sim! Amizades de verdade são destruidas por besteiras. E não me digam que não, porque já vi (e senti) acontecer comigo por mais de uma vez...

Sou do tipo que tenho medo de me envolver, que acredito que a amizade é mais importante que um amor. Que depois de 30 anos de  casado, o amor. Ah aquele amor, NÃO EXISTE MAIS. Existe companheirismo, carinho, dedicação e costume. O amor assim como a paixão foi embora. Se o respeito não existir o ultimo dos elos a AMIZADE acaba também.
Amigos toleram erros, toleram ser xingados e ate trapaceados. Mas não toleram se sentir ameaçados, não ser a primeira opção e pedir uma bala e ouvir um não.

Sou do tipo que no amor ajo com toda a razão, com a cabeça. Mas na amizade ajo com o coração, com o sentimentalismo. Sou aquele que chora pelos amigos, aquele que prefere saber das coisas pela fonte direta e não por seus afluentes.
Sou do tipo que tenho poucos amigos, que tenho medo de novos amigos. Mas defitivamente não sou possessivo.

Um dia fiz um teste, desses te internet, há muito tempo atras. O titulo era: Que tipo de amigo você é?
Não que eu acredite nessas coisas. Mas o resultado foi: Chandler. Não entendi nada! E nem me preocupei na época.

Sabe qual é a maior frustração da minha vida?
Depois de duas amizades acabadas de formas drasticas. (sim ate os meus 15 anos só tive 2 amigos de verdade. Eramos em grupo, mas amizade de verdade so com eles ps.: Eu era o garoto popular da escola...) eu me fechei, somente aos 15anos, na escola encontrei 5 criaturinhas que foram a melhor coisa da minha vida. Pra falar a verdade desses 5 eu ja conhecia 3. Ja estudamos juntos antes e eu era odiado por eles. (ah não, uma delas ere melhor amiga da minah melhor amiga! andavamos juntos mas nada demais...)
Eramos sempre comparados com F.R.I.E.N.D.S eramos 6, amizade de verdade. sabiamos tudo um do outro... e eu era o Chandler.
De novo esse cara... pesquisei sobre,mas nada muito profundo.

Depois de um ano de pura felicidade, tive que fazer uma escolha.
Pecisava mudar de cidade pra correr atras do meu sonho: estudar edificações.
Abri mão das maravilhas da minha vida, de momentos inesqueciveis, de idas a praia sexta feira apos a escola...

Há 6 meses comecei a ver sitcons em ingles para melhorar minha habilidade na segunda lingua. Optei por F.R.I.E.N.D.S.
Hoje sou apaixonado por eles. e sim eu sou o Chandler! Não poderia ser outro.
Esse tal de Chandler tem um melhor amigo que divide o apartamento com ele. Seu nome é Joey.
E hoje eu tenho meu Joey! Tenho um amigo de verdade.
E para todos que assitem essa serie e nos conhecem falar: Voces são o Joey e o Chandler!

Definitivamente eu sou o CHANDLER!

 
 

Galera devo admitir, tenho um problema assim muito grande.Sério! Tenho o problema de viver as coisas muito intensamente. Na verdade não sei se o problema é esse, mas isso me gera coisas ruins.Um exemplo?Esse blog mesmo...No começo escrevia 2 posts por dia, tinha altas ideias, me procupava em ser o melhor.Com o tempo so queria ser bom, depois so queria expressar minhas ideias. Depois qualquer coisa era um motivo para desistir.Sou muito fraco, muito pessimista.Posso ouvir 100 vezes um 'voce é bom' mas um unico 'voce é pessimo' me deixa com medo, medo de escrever de novo.Isso é uma paranoia, (acho que devo procurar um psicologo!)Mas agora resolvi que vou tentar outra vez.Vai ser o Blog doNatan take 2. =DE essa aqui é uma explicação, pela falta de post no ultimo mes (ou ultimo 2 meses?)Como toda mudança, to mudando o template do site tbm.Espero que vocês gostem.Até logo. =D

 
 


Gente sempre ouvi falar que o certo é ter uma linha de textos certa, para as pessoas irem até você sabendo que tipo de coisa encontrar.
Mas eu não quero isso! Quero surpreender, não quero ser uma constante, quero oscilar, mudar... ser a tal da metamorfose ambulante.

Bem segunda (16-03-2009) fez uma semana que tenho esse site, e ja deve ter quaser uma semana hoje, sexta (20-03-2009) que não posto nada!
Na verdade passei a ultima semana no Espirito Santo. Mas por que to falando isso tudo?
Esse talvez seja o meu post mais pessoal, vamos falar de Natan Leite Fusco Corrêa, eu! (sim meu nome eh mesmo feio... xD).
Mas antes de começar voces precisam saber que faço parte d'A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Ulimos Dias (sim nome grande), e que rapazes de 19anos em diante geralmente saem em missão, tipo recebem um chamado pra servir por exemplo a missão Rio de Janeiro Norte, que cobre a parte do rio em q moro e tal. E isso acontece no mundo inteiro e esses rapazes (e moças com mais de 21) podem ir para qualquer lugar do mundo.

Fui em Vila Velha no aniversario de um desses missionarios (os rapazes que falei ali em cima), na volta para casa pensei em alguns preceitos importantes dessa semana:

1: A amizade não é um titulo de nobreza que voce ganha com o passar do tempo. Uma amizade é feita pela forma de tratamento mutuo. Fortalecida com respeito e companheirismo. Descobri que meu melhor amigo eu conheço há 6meses e me fez viajar mais de 800km para ve-lo.

2:Como estudante de Ingles descobri que posso adquirir um sotaque e quase a perfeição. Dado o fato que um desses missionarios americanos ( o meu amigo tbm eh americano, o que me rende muitas iguarias da terra do Tio Sam) estar há 21meses no brasial e falar o portugues de tal forma que se seu nome não fosse tão complicado, ele poderia falar que era paulista e eu ia acreditar. Ele tinha total dominio, girias, expressões, duplo sentido, conjugação, artgos e tal. Isse sem nunca ter tido contato com o portugues antes.

3: Ser SUD (sigla para santo dos ultimos dias, ou mormon como queiram chamar) é muito bom! Tah, não precisei da viagem para saber isso. Mas pude verificar que ser membro da Igreja e ser recomendado é como ter um cartão que te abre portas, paga contas e te de popularidade. Fui para me hospedar na casa de pessoas que nunca tinham ouvido nada sobre mim, somente uma semana antes da minha chegada ouviram as frases 'um amigo meu quer vim para Vila Velha no meu aniversario, ele é membro da Igreja...' a resposta foi 'ele é seu amigo? e membro da Igreja? Ele vai la pra casa...'.

Bem galera acho que é isso...
Até mais =D


 
 

Depois de escrever "A Vendinha" decidi mostrar um pouco pra voces qual era realmente minha intenção. O que é narrar o cotidiano e como faze-lo, algo bem direfernte do que eu fiz! desculpem me (please!)
Mas agora to ferrado já que voces já vão poder me comparar a alguma coisa. Essa é uma musica, Chamasse "Gerânio" e foi composta por Nando Reis, Marisa Monte e Jennifer Gomes. É a faixa oito do CD "infinito particular", que tem sua capa mostrada logo ali no canto esquerdo. (é esquerdo neh? =D)


____________________________________________________________________
Ela que descobriu o mundo
E sabe vê-lo do ângulo mais bonito
Canta e melhora a vida, descobre sensações diferentes
Sente e vive intensamente

Aprende e continua aprendiz
Ensina muito e reboca os maiores amigos
Faz dança, cozinha, se balança na rede
E adormece em frente à bela vista

Despreocupa-se e pensa no essencial
Dorme e acorda

Conhece a Índia e o Japão e a dança haitiana
Fala inglês e canta em inglês
Escreve diários, pinta lâmpadas, troca pneus
E lava os cabelos com shampoos diferentes

Faz amor e anda de bicicleta dentro de casa
E corre quando quer
Cozinha tudo, costura, já fez boneco de pano
E brinco para a orelha, bolsa de couro, namora e é amiga

Tem computador e rede, rede para dois
Gosta de eletrodomésticos, toca piano e violão
Procura o amor e quer ser mãe, tem lençóis e tem irmãs
Vai ao teatro, mas prefere cinema

Sabe espantar o tédio
Cortar cabelo e nadar no mar
Tédio não passa nem por perto, é infinita, sensível, linda
Estou com saudades e penso tanto em você

Despreocupa-se e pensa no essencial
Dorme e acorda

 
 

Dia quente, muito quente. Ela entra na lojinha da esquina e observa a plateleira suja, com algumas lata empilhadas, tambem empoeiradas.
Apos algums minutos, um menino de uns 7anos, aparece atras do balcão. A olha de cima a baixo e ve uma mulher loira e elegante. Ela lhe diz um simpatico 'oi' e antes de mais nada o menino entra esguiamente pelo lugar que saiu e volta pouco tempo depois de mão dadas com o pai.
O pai, um caboclo com aparencia de 35anos, tambem a olha, como a quem analiza uma obra de arte.
O suor desce da testa dela nesses poucos segundos, ela seca e constata que nunca sentiu tanto calor. Ao lipar a gota de suor olha um ventilador de parede. Ele estava desligado.
O caboclo após analiza-la, analize na qual constatou: Loira, alta, labios carnudos, vaidosa, sim vaidosa, só isso explicaria o uso de maquilagem num dia daqueles. Inteligente e talvez de uma classe social um pouco melhor que a deles, devido ao modo como se portava, como se vestia e como encarava aquela simplicidade como se fosse pela primeira vez.
Ao tentar encontar o olhar dela, percebe que os olhos dela estavam parado no ventilador, talvez para fingir não saber que esta sendo examina atenciosamente. Então ele diz: O ventilador está quebrado. Uma pena, por isso ficamos la dentro. Desculpe a demora.
Ela cordial e simpatica, continua a conversa sobre tempo e novamente uma gota de suor lhe corre a testa, desce pelo lado direto da face e morre em seu dedo polegar.
Ele então lhe pergunta em que pode ser util.

Poucos segundos depois a mulher atravessa a rua, estava procurando algo em sua bolsa, estava com algumas moedas na mão esquerda.
Um carro vem em sua direção e ela assustada deixa cair a garrafa de agua que ela segurava em sua mão direita.

 
 

Tenho medo.

                     Tenho medo. Ponto.

Não precisaria falar mais nada agora.

Não é facil admitir tal sentimento, mas o medo por si so não é nada.
medo de que? medo da vida. de como jogamos com ela e da forma com que desesperadamente descobrimos que não ha um botão de resert (é assim que escreve?).

Falando sério agora, na vida o certo é tentarmos até o ponto de sermos bons e reconhecidos, até estarmos num patamar de puros e sinceros elogios e criticas construtivas.
Mas o que acontece se na primeira tentativa der tudo certo? Se voce for elogiado e tiver pessoas seguindo seu trabalho e querendo sempre esse padrão de qualidade? Eu sei a resposta: voce fica com medo!
Medo de não responder as espectativas, medo de não ser tão elogiado e ver sua carreira acabar. Deve ser a mesma sensação que a Maria Rita tem toda vez que é comparada á sua mãe, ela tem que provar a todo momento que é diferente e por vezes melhor, que tem um algo a mais.
Mas agora voltando a mim; tenho medo de não ser tão bom, medo de arriscar coisas novas e não ser bem recebido, medo, um puro, simples e muito forte medo.

Desculpem mas não vou parar e nem posso! preciso vencer essa barreira, vencer a mim meso e superar meus medos, até porque medo todo mundo tem, a diferença é a forma de encara-los e admiti-los.

Então é isso... isso foi um desabafo e naum uma postagem regular.
Mas se vc leu minhas antigas postagens e espera sempre aquilo... bem espere e se surpreenda, pro vezes para o bem, e por vezes para o mal

(66'

ah mas por favor naum liguem para "elogios podem ser sufocantes"! Acho que posso merece-los e adoro recebe-los, e so assim para manter um padrão, sabendo o que vc's esperam de mim...

:D


 
 

Festa da Suzane, 15anos, ela estava deslumbrante, usando um vestido balonê da Prada (ela é podree), vermelho com uns detalhes brilhantes. Cabelo: impecável. Maquiagem: dos deuses.

Dia seguinte na escola o comentário era de que foi a melhor festa do ano, com a aniversariante mais bem arrumada e combinada. Claro, se não fosse pelo horrível salto agulha que a Sú estava usando, tipo assim, NADA A VER. Era algo meio cilchê, vermelho com três tiras que se encontravam no meio do pé. Eu particularmente odeio salto agulha, te deixa com varizes e mais alta do que o necessário, pois bem gosto é gosto... Mas eu jamais usaria um desses na minha vida. Essa semana vai ter uma festa e meus pais não deixaram eu ir, pra dizer a verdade nunca posso ir a lugar nenhum, eles dizem que nenhuma menina de 14anos, como eu, pode ficar por ai... ALÔ não é por ai, aqui ou ali, é uma festa, coisa de menina sabe? Sair com amigas, falar sobre meninos; os da rua, sala, sala ao lado, escola, namorados de famosas, famosos e principalmente os galãs e os que são capa da revista ‘CAPRICHO’. Mas claro para os pais isso é coisa de criança, coisa que passa, acham que a coisa mais importante é estudar, estudar e estudar... acho que o sonho deles é que um dia nós pudessemos ser um robô, daqueles que eles programam para fazer as coisas que ELES acham que é melhor para A GENTE.. Se há vinte anos atrás minha mãe pulava janela pra ver namorados porque eu não posso sair com minhas amigas para FALAR sobre meninos? Como eu  sei que minha mãe pulava janela? Ah vocês não sabem mesmo? Até parece que não tem pais! Eles adoram falar as coisas erradas que faziam na infância. Acho que para diminuir os abismo que possa ter entre nós, para vermos que podemos confiar neles para contar nossas coisas erradas. Isso é jogada de pai, e eu cai. Desde que falei que quando ia para casa da Joana estudar, só 30% do tempo era estudo, meu companheiro de estudo virou o William Bonner. O nome disso é HIPOCRISIA, vocês sabem o que é isso? Pois bem  é o ato de fingir ou dizer ter princípios, sentimentos, crenças e virtudes que não temos, ou dizer abominar tais coisas e faze-las... Logo meus pais são hipócritas, fizeram o dobro do que eu faço e dizem que tudo que eu faço é errado. Dizem que escutar musica alta vai me deixar surda, que isso é loucura, mas eles escutam uma tal de Beth Carvalho no volume 39 do nosso ‘Phillps’, em outras palavras no ÚLTIMO volume. ODEIO pessoas hipócritas! Daqui três meses faço 15 anos, não posso contar as horas. Sabe o que significa ter 15 anos para uma mulher menina? Largar a ‘Barbie’ e ter vida social. Pois bem já estou vendo a minha roupa, quero um vestido clássico: branco com algumas pedrinhas, um penteado com muitas florzinhas, uma maquiagem de fada, bem leve e simples, algo que me de alegria. Já o sapato eu vou ver com a Su onde ela comprou o dela...


 
 

Um dia a maioria de nós irá se separar. Sentiremos saudades de todas as conversas jogadas fora, as descobertas que fizemos, dos sonhos que tivemos, dos tantos risos e momentos que compartilhamos... Saudades até dos momentos de lágrima, da angústia, das vésperas de finais de semana, de finais de ano, enfim... do companheirismo vivido... Sempre pensei que as amizades continuassem para sempre... Hoje não tenho mais tanta certeza disso. Em breve cada um vai pra seu lado, seja pelo destino, ou por algum desentendimento, segue a sua vida, talvez continuemos a nos encontrar, quem sabe... nos e-mails trocados... Podemos nos telefonar... conversar algumas bobagens. Aí os dias vão passar... meses... anos... até este contato tornar-se cada vez mais raro. Vamos nos perder no tempo... Um dia nossos filhos verão aquelas fotografias e perguntarão: Quem são aquelas pessoas? Diremos que eram nossos amigos. E... isso vai doer tanto!!! Foram meus amigos, foi com eles que vivi os melhores anos de minha vida! A saudade vai apertar bem dentro do peito. Vai dar uma vontade de ligar, ouvir aquelas vozes novamente... Quando o nosso grupo estiver incompleto... nos reuniremos para um último adeus de um amigo. E entre lágrima nos abraçaremos... Faremos promessas de nos encontrar mais vezes daquele dia em diante. Por fim, cada um vai para o seu lado para continuar a viver a sua vidinha isolada do passado... E nos perderemos no tempo... Por isso, fica aqui um pedido deste humilde amigo: não deixes que a vida passe em branco, e que pequenas adversidades sejam a causa de grandes tempestades... Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores... mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos!!!